quinta-feira, 12 de março de 2009

Santa Luz Bahia

O município de Santa Luz, Bahia faz parte da mesorregião do Nordeste Baiano e Microrregião de Serrinha. Fica situado no Território do Sisal, a 258 km da capital.. Limita-se com os municípios de Capim Grosso, São José do Jacuípe, Gavião, São Domingos, Valente, Retirolândia, Conceição do Coité, Araci, Cansanção, Nordestina e Queimadas. A sua área territorial corresponde a 1.597, 202 km2 Sua população é de 35.029 hab. segundo dados estatísticos do IBGE de 2008. Densidade de 19,5 por km2. Clima semi-árido. Fuso horário UTC-3. Seus indicadores: IDH 0,646 médio PNUD/2000, PIB R$ 78.201 mil IBGE/2005, PIB per capita de R$ 2.510,00 IBGE/2005. A vegetação do município é a caatinga, destacando-se grande quantidade de plantas do tipo xerófilas, destinguindo-se como madeira o angico, a aroeira, o pau de rato, o pau d’arco, a baraúna e a umburana. E a principal árvore nativa e de fonte de renda, o umbuzeiro.

A origem dessa cidade remota a uma fazenda de nome Santa Luzia, de propriedade de uma viúva portuguesa que migrou para Santa Luz em 1880 e que posteriormente vendeu essa fazenda à família de José Lopes. Com a inauguração e utilização freqüente da estação ferroviária da Leste Brasileiro, formou-se um arraial, sendo edificadas casas residenciais e comerciais. Município criado com a denominação de Santa Luzia, tornou-se distrito em 1918 e seu território foi desmembrado de município de Queimadas por Decreto Estadual de 18 de Julho de 1935. A sede foi elevada a categoria de cidade por Decreto Estadual de 30 de Março de 1938. Em 1943 o topônimo foi alterado para Santa Luz.

O município de Santa Luz é reconhecido na região pela produção do sisal (agave sisalana) que foi mais intensivamente explorado até os anos de 1990, e hoje é o maior produtor de pedra da Bahia. Na agricultura há uma produção expressiva de sisal, milho, feijão, mandioca e hortaliças. Na pecuária destacam-se os rebanhos bovinos de leite e corte, ovinos, caprinos, asininos, muares, galinhas caipira de postura e frango.
Conforme registros na JUCEB, possui 88 indústrias, 64º. lugar na posição geral do estado da Bahia, e 538 estabelecimentos comerciais, 86ª. posição dentre os municípios baianos. Seu parque hoteleiro registra 65 leitos. Seu registro de consumo elétrico residencial (Kwh/hab) é de 93,62 - 233º. no ranking dos municípios baianos.

No setor de bens minerais, é produtor de crômio, ouro, magnésio, prata e granito azul para a produção de lages, meiofios, paralelepípados e artesanatos.

O pioneiro na arte da pedra foi Aurino Lopes, tataraneto de José Lopes que passou seus ensinamentos à Boa Ventura. Destacam-se na escultura de madeira João Garcia, José Elias e Aércio de Jesus. E artesanato de tarrafa Luís dos Santos. Na arte do crochê, pintura em tecido, corte e costura e arranchos florais: Zena Oliveira, Aldirene, Rosana Santos, Josefa Ferreira, Kadine, Ana, Raimunda e Aniana. Na arte culinária, Reina e as saudosas Rita de Chico Jaleque, D. Joaninha e D. Margarida. Na arte orgânica Rosimeire Pires, arte digital José Nondas e Suelbe, na fotografia e filmagem Itário e Baldoíno.

Vejamos mais alguns pioneiros: - Gestão Municipal: prefeito Ezequiel Cardoso da Costa; - Padre a chegar na cidade: Pe. Oldegard de Freitas; - Padre luzense: Romildo Alves; - Bispo luzense: Dom Gilberto Pereira Lopes - Medicina: Dr. José Martins Guerra; - Jornalismo: João Muniz Barreto.

Principais festas culturais: Festas juninas, Festa da Emancipação Política,Vaquejada, Bumba-meu-boi, e Festa de Santa Luzia, Natal. E atualmente, também o dia do Evangélico.

Como músicos e compositores destacam-se Gerson Barboza, Raimundo Barreto e Ademário Reis. E principais bandas musicais: Grupo Spassus, Ases Musical, Dragões de Pelúcia, W.K, Mamonas do Arrocha, Os Bacanas, Mel com Pimenta, Musical Frenezi. Principal cantor de MPB, Mizinho Barros do Grupo Musical Man. No forró, os trios Santa Luz, Alvorada e Esmeralda. E os grupos musicais a Filarmônica, a Fanfarra e a Banda de Pífano. Nos antigos carnavais destacava-se os bailes no Lira Cultural, o rei momo e a rainha e o trio Fibras de Ouro. E a animação principal da época ficava com o grupo musical GJR2, liderados por Gerson Barboza. Há atualmente a influência do reggae na Várzea da Pedra e região tendo como referência o Bar do Rasta.

Na música gospel Paloma Xavier, Obede, Agrícia e Sandrinha. E os católicos Deise Barboza e o grupo Luzes de Pentecostes.

Na literatura profissional, o imortal Guido Guerra. Outros escritores na prosa, Epitácio e Paes Machado; na poesia Marcus Lira, Anedi Belisário e no cordel, Nelci. E o repentista João Batista.

Na comunicação temos como radialista comunitário Edisvânio Nascimento e radialistas populares Alexandre e Manoel de Léa.

Há vários artistas anônimos, principalmente mulheres artesãs de fibra do sisal e palha, como das comunidades de Miranda, Morro dos Lopes e Pereira; na cerâmica, Ivinho; e de vidro, os alunos da APAE. Preservando a cultura oral ‘, os Griôs da comunidade de Rose, Os grupos de reizado de Sisalândia, de Sítio Maria Vitória e da rua Castro Alves; e o samba de roda de Anjos e Pereira; o Boi Roubano, de Pereira. E o principal divulgador da cultura religiosa afro Erivaldo Leal.

Artistas plásticos profissionais: Os saudosos Almir Barros e Teles. O mestre José Tiago, Demarreis, Mauritano e Alexildo e o veterano Cacalo. E ainda destacam-se Baldoíno, Cícero, Helton Viera, Suolane, João das Virgens e José Aldair.

No esporte profissional do futebol destacam-se Mario Felipe Onça, Charlinho, Jorge Wagner e Denis. Como veteranos destacamos os saudosos Formiga e nego Carlinhos, Tufú, Beto de Duzinha, Dilson, Zenóbio, Carnaíba, Zé de Lió, Asterinho e Albanir e como ganhador do intermunicipal reperesntando a cidade de Serrinha temos Sabão. E nas artes marciais, Carlos do Karatê e Gil do Judô. Atualmente, há um ginásio de esportes no município, e destacam-se como maratonista profissinal Sirlene Pinho e no futebol infanto-juvenil Mike Araújo e Gensilson dos Santos.

A primeira diretora do ginásio municipal foi a saudosa Áurea Falcão. Primeiras professoras Tarcilina Borges, Diana Falcão, Maria Conceição Viana Costa, Noêmia Barreto, Maria de Loudes, a saudosa Almerinda de Assis, Lúcia Laíde. Primeiras coordenadoras de Ensino Eurídice Barreto, Lúcia Vilas Boas e Isabel Oliveira. A principal escola é o Centro Educacional Nilton Oliveira Santos, construído na gestão de Hiram Carvalho Barreto. Atualmente, na Rede Municipal de Ensino há seis Estabelecimentos de Ensino com salas de informática com acesso a internet, vídeo e salas de leitura e mais quatro escolas novas e duas novas quadras poliesportivas e um infocentro. E no comécio há aproximadamente vinte lan house.

Outrora, as parteiras mais requesitadas foram as saudosas Honorina Xavier e Guilermina e posteriormente Lúcia Dantas.Atualmente há um hospital municipal que realiza atendimentos de urgência e emergência com algumas cirurgias. E foram criados centros de atendimento como o CAPS - Centro de Apoio Psico Social e o CRAS - Centro de Referência da Assistencia Social.

Principais organizações da Sociedade Civil: Associação de Moradores Rurais e Urbanas, Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Sindicatos dos Canteiros, Sindicato dos Professores, Sindicato dos Funcionários Públicos, Cooperativas, Conselhos Municipais e Coletivo de Jovens.

Texto escrito pela neta de Aurino e professora Maria Aparecida Rodrigues da Silva Cezar.

4 comentários:

Anônimo disse...

Gio,entre no htt://www.imobiliariabrasileiras.com.br/imobiliarias_em_santaluz-bahia.html, tem informações da localização de Santaluz, por GPS, ou seja as coordenadas geograficas de Santaluz: Long.:-39:21:52.89 Lat.: -11:14:35.67 , altura em relação ao nível do mar 370 metros.

Anônimo disse...

GIO, O ANÔNIMO FOI EU, ADMILSON, O SISTEMA NÃO ACEITOU A SENHA.

Anônimo disse...

O grande destaque no KARATÊ luzense atualmente,chama-se professor FRANK, presidente da associação santaluzense de KARATÊ DÔ,que tem levado o nome de Santa Luz, a brilhar lá fora, com seus brilhantes atletas que já conquistaram medalhas nos compionatos baiano e brasileiro.

Anônimo disse...

Outro destaque temos como poeta historiador Abimael B. tendo trabalho na nossa terra com diversos poetas de Santaluz tem diversos livros e em eventos escolar.